terça-feira, 27 de maio de 2014

Igreja de São Francisco é restaurada após passar sete anos fechada em SP

Cupins abalaram estrutura do templo projetado por Frei Galvão.
Igreja da Terceira Ordem teve última reforma concluída em 1788.

A Igreja Ordem Terceira de São Francisco, no Centro de São Paulo, foi reaberta aos fiéis nesta sexta-feira (23) após ficar fechada por sete anos. A restauração, que começou em 2010, foi paga pelo governo de São Paulo. O templo estava interditado desde 2007 porque sua estrutura foi comprometida por uma infestação de cupins.

Projetada por Frei Galvão (o primeiro santo brasileiro), o templo foi construído no século 18 em taipa de pilão. O trabalho de restauro custou R$ 12 milhões.

De acordo com os responsáveis pela obra, a edificação teve toda sua estrutura restaurada na primeira fase das obras, concluída em 2011, quando a madeira comprometida pela infestação foi substituída por estrutura metálica.

A segunda fase do restauro começou em abril de 2013. Nela foram realizados os serviços necessários para a reabertura da Igreja, como restauro das esquadrias de madeira e instalações de escadas metálicas, entre outros pontos.

De acordo com a arquiteta responsável pelo projeto, Fernanda Lago, que coordenou os trabalhos realizados pela empresa Concrejato, a terceira fase contou com 80 funcionários.

Na mesma época foram feitos serviços de restauro das fachadas, guarda corpos de vidro e piso da entrada principal. Outra etapa ainda será necessária para restauração da área artística.

Segundo a arquiteta, durante as obras foram encontradas pinturas feitas ao longo dos séculos que agora serão exibidas como testemunho das intervenções pelas quais passou a edificação. A igreja retoma suas atividades normais em julho deste ano, com missa presidida pelo arcebispo Dom Odilo Scherer.




Nenhum comentário:

Postar um comentário